Voltar à home em SophiA Central de vendas: 0800 55 7074 PABX: (12) 2136 7200
Central de vendas: 0800 55 7074 PABX: (12) 2136 7200 Capa do Blog Bibliotecas e Acervos Gestão Escolar Materiais Educativos Eventos
Por SophiA Em Gestão Escolar

Como captar mais alunos: 5 práticas infalíveis

Conteúdo produzido pela empresa parceira da Prima Atena Educacional

Se você concentra seus esforços de marketing somente na produção de materiais impressos para captar mais alunos, saiba que provavelmente está perdendo matrículas para escolas concorrentes que utilizam estratégias digitais para atrair novos estudantes.

Pensando nisso, preparamos este artigo para você aprender a usar o marketing digital para gerar novas matrículas. Continue a leitura e confira um passo a passo para aplicar em suas campanhas e gerar mais leads para a sua instituição de ensino!

1. Adote uma estratégia digital de atração de alunos

A captação de contatos de potenciais alunos (leads) vai muito além da inclusão de um formulário no site da instituição ou das ligações que a secretaria recebe com dúvidas sobre os cursos.

Para atrair mais alunos e gerar leads qualificados é necessário adotar uma estratégia digital para que sua instituição seja encontrada facilmente por potenciais alunos no momento em que precisam encontrar um curso para suprir uma necessidade ou desejo.

Adotar uma estratégia como o Inbound Marketing, por exemplo, é um ótimo investimento. Com o Inbound é possível atrair visitantes para o site da instituição, convertê-los em leads, nutri-los sobre os cursos oferecidos para prepará-los para fazer a escolha certa: se matricular em sua escola.

2. Elabore personas para os cursos oferecidos

Agora que você já definiu qual estratégia digital usará para captar mais alunos, é hora de elaborar personas para os cursos oferecidos em sua instituição. Com a persona definida, você poderá compreender melhor seu aluno e o que ele precisa.

A persona é um personagem fictício, elaborado para representar o perfil de aluno que a instituição deseja ter. Criada a partir de entrevistas com atuais e potenciais alunos, a persona é baseada em dados reais e apresenta características e comportamentos do estudante ideal.

Com esse conhecimento, é possível definir diversos aspectos essenciais à estratégia adotada, como a linguagem que será utilizada, os conteúdos que serão produzidos, as redes sociais que a escola estará presente, tipos e tamanho dos conteúdos, entre outros fatores importantes para atrair mais alunos.

Mas como elaborar a persona ideal? Como deve ser o perfil? Quais informações não podem ficar de fora? Antes de responder a essas perguntas, é importante frisar que a persona é diferente de público-alvo. Confira um exemplo prático de uma escola de idiomas que vai deixar essa diferença bem clara:

Público-alvo: homens e mulheres, de 25 a 45 anos, casados, já graduados, já são (ou desejam ser) funcionários de multinacionais no Brasil. Querem aprender inglês para alavancar sua carreira e terem oportunidade de trabalhar no exterior.

Persona: Claudia tem 27 anos, é casada e trabalha em uma multinacional. Gosta do que faz e quer investir em aperfeiçoamento profissional para impulsionar sua carreira na empresa e conquistar o cargo de gerência. Por isso, usa bastante o LinkedIn para fazer networking e consumir conteúdos relacionados à sua área de atuação. Ela já percebeu que dominar o inglês é crucial para subir na empresa e ter a oportunidade de trabalhar no exterior e, por isso, deseja fazer um curso para melhorar suas habilidades no idioma. Está em busca de uma escola de línguas que a apoie e a ajude a dominar o inglês rapidamente, com aulas personalizadas e pensadas exatamente para alcançar o seu objetivo: ser capaz de comunicar-se fluentemente em um ambiente corporativo e fechar negócios em inglês.

Percebeu como a persona é muito mais completa que o público-alvo? Ela indica as motivações, dores, desafios, preocupações, desejos, objetivos e histórias do cliente ideal. Confira quais informações incluir no perfil da persona:

  • nome fictício;
  • idade;
  • sexo;
  • profissão;
  • nível de escolaridade;
  • meios de comunicação usados;
  • dores e desafios;
  • desejos e objetivos;
  • como a instituição pode ajudá-la.

Se a escola oferece cursos para públicos diferentes, como adultos e crianças, é importante definir personas diferentes para cada um deles, incluindo também o tomador de decisão, como os pais. Tome cuidado para não elaborar muitas personas! Se o público-alvo compartilhar semelhanças, uma única persona geralmente é suficiente para dar continuidade ao trabalho.

3. Produza conteúdos para o blog da instituição de ensino

Conteúdo é a chave para atrair mais alunos para a sua instituição. É por meio dele que a escola será capaz de ajudá-los, deixando a marca na sua memória e criando um relacionamento próximo.

Neste momento, atente-se às dores que a sua persona expressa. Identifique as incertezas e os problemas que gostaria de resolver. Em seguida, pense em informações que agregarão valor à sua persona e busque por palavras-chaves que os potenciais alunos usam para encontrar soluções. Vamos ver um exemplo?

  • Necessidade: aprimorar o inglês rapidamente para alavancar a carreira;
  • Palavra-chave: como melhorar o inglês rapidamente;
  • Conteúdo: Como melhorar o inglês rapidamente? 7 dicas para turbinar o inglês no trabalho.

Percebeu como a produção de conteúdos bem planejada e executada é capaz de atrair mais alunos interessados nos cursos oferecidos? Portanto, não deixe de produzir conteúdos para a escola! Blog posts e e-books são ótimos formatos para atrair e gerar leads.

4. Defina os canais para atrair mais alunos

Chegou o momento de definir quais canais serão usados para atrair os potenciais alunos. Um blog corporativo e perfis nas redes sociais são canais excelentes para distribuir os conteúdos produzidos e manter um relacionamento próximo com o seu público-alvo.

Mas nada de criar perfis em todas as redes, ok? Se nas entrevistas de elaboração da persona ficou claro que o Facebook e o Instagram são as redes mais utilizadas, concentre seus esforços nelas. Afinal, não faz sentido gastar o tempo valioso da sua equipe em uma rede social que o seu público não está presente.

5. Estabeleça métricas para mensurar as ações realizadas

Por fim, é preciso definir métricas para avaliar quais ações estão dando retorno desejado e quais precisam ser otimizadas para melhorar a performance.

A taxa de conversão, por exemplo, é uma métrica essencial para essa fase de atração de mais alunos. Se a taxa está baixa em algum canal, é hora de parar para analisar o que está dificultando a conversão dos visitantes em leads. Veja como calculá-la:

  • Redes sociais: total de acessos ao blog originados das redes / leads convertidos
  • Download de e-books: total de downloads / total de visitas à página da oferta

Percebeu como o marketing digital é um aliado poderoso para captar mais alunos para a sua instituição de ensino? Se você deseja alavancar os resultados das suas campanhas de matrículas, fale com um de nossos especialistas e veja como o marketing digital é eficaz para atrair novos alunos!

Atena Educacional

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Ligamos para você

Menu
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por SophiA, em Gestão Escolar

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.