Voltar à home em SophiA Central de vendas: +55 (12) 99654-1838 PABX: (12) 2136 7200
Central de vendas: +55 (12) 99654-1838 PABX: (12) 2136 7200 Capa do Blog Bibliotecas e Acervos Gestão Escolar Materiais Educativos Eventos
Blog

Os aplicativos de comunicação mais usados e como sua escola precisa se adaptar

A possibilidade de troca de mensagens instantâneas entre escola e família precisa existir. Aliar métodos tradicionais de comunicação àqueles feitos por apps de mensagens pode ser a solução

Escrito por SophiA

12 MAI 2021 - 14H54

Pexels pexels-torsten-dettlaff-3571094 (Pexels)

Se por um longo tempo os modos analógicos de comunicação foram os mais utilizados e convenientes nas escolas, podemos afirmar que, com a internet, os smartphones e os apps de troca de mensagens, comunicar-se online acabou se tornando não só uma praticidade, mas uma cultura – um hábito cultivado pelas novas gerações.

As agendas e os comunicados impressos tiveram seu importante lugar na organização da comunicação entre escola e comunidade – é preciso reconhecer. Mas, hoje em dia, o cenário é outro. Além da demanda por informatização que já vinha crescente, a pandemia obrigou as instituições a aprofundarem ainda a eficácia de suas comunicações pelos meios digitais.

Você já deve ter ouvido falar do Telegram - ou do WhatsApp. Não à toa, esses foram um dos aplicativos mais baixados em celulares em todo o mundo em 2021. O Telegram, em primeiro lugar, e o WhatsApp, em quinto, segundo dados da Sensor Tower. Já levando em consideração apenas o Brasil, o aplicativo verdinho de conversas lidera, sendo o mais baixado com a finalidade de troca instantânea de mensagens, de acordo com pesquisas feitas pelo Ibope por meio da plataforma Conectaí. No geral, ele fica atrás penas de Instagram e Facebook, mas dentro de sua finalidade, é o líder em território nacional.

Ambos são exemplos de aplicativos para troca de mensagens, que têm como finalidade facilitar a comunicação entre indivíduos no dia a dia. Isto mostra muito sobre o comportamento do da sociedade, do modo de consumo e de como será o seu cliente.

Você, como instituição de ensino, tem se adequado para atender e se comunicar nos canais usados por esses clientes?

Se sua escola ainda não tem uma conta comercial do WhatsApp, por exemplo, ou pelo menos um número exclusivo e direcionado para este fim, essa deve ser uma primeira preocupação. Criar esta linha direta com a família, por meio de aplicativos digitais, já é uma necessidade, não mais um diferencial.

E se antes era possível fazer uso apenas de ferramentas menos “instantâneas”, como os e-mails, agora, é preciso estar presente nestes meios de comunicação mais ágeis, como o WhatsApp. Você pode até continuar a mandar os e-mails ou usar o quadro de avisos digital, mas será necessário manter a comunicação ativa e clara nos meios que os seus clientes mais usam e preferem – e vemos claramente um aumento na demanda por comunicação via apps de mensagens instantâneas.

Por onde começar

Um importante ponto a ser pensado, portanto, é por quais locais o app de mensagens estará ativo ou disponível. O site da sua escola é um local importante, as redes sociais, também, assim como a plataforma na qual vêm sendo realizadas as aulas online. Defina também um processo de atendimento por esta mídia, tente criar mensagens automáticas para filtrar e direcionar cada caso corretamente.

Mas e o sistema de gestão escolar?

Nesse, talvez você não tenha pensado. Mas, sim, é muito importante que o acesso ao WhatsApp também possa ser feito por dentro do seu software de gestão escolar.

O SophiA Gestão Escolar Web acaba de lançar sua integração com o WhatsApp Web. Isso quer dizer que, de dentro do sistema, é possível iniciar uma conversa com qualquer um dos clientes ou prospectivos cadastrados no software. Dentro da ficha de um aluno, por exemplo, ao clicar no ícone do WhatsApp próximo ao número de celular, já é aberta uma janela para o início da comunicação ou envio de um comunicado padrão. Legal, não é? E muito prático!

O contato direto via WhatsApp é possível com todos os cadastrados no sistema, como pais e alunos, colaboradores e, até mesmo, prospectivos. Importante lembrar que a instituição pode definir perfis de acesso à ferramenta, definindo aqueles que podem ou não fazer uso do WhatsApp da escola por dentro do SophiA Gestão Escolar Web.

Ter essa função diretamente dentro do sistema de gestão escolar será mais um diferencial da sua escola nesse momento de demanda crescente pelo uso de aplicativos de mensagens instantâneas.

Para saber mais sobre o SophiA Gestão Escolar Web, fale com a nossa equipe.

pexels-daniel-reche-1556707
Blog

A diversidade no ambiente escolar

Tudo aquilo o que é diverso, diferente, variado. Esta é a definição de diversidade no dicionário. A escola deve ser um ambiente que promove e discute a diversidade cultural, étnica, social, de gênero, entre outras. Esse trabalho é extremamente importante para garantia da equidade, condição na qual pessoas com distintas necessidades têm suas demandas compreendidas e atendidas.

pexels-cottonbro-3944405
Blog

Sistema de gestão e comércio eletrônico para sua escola

As compras online cresceram em 2020, e não poderia ser diferente, já que com a pandemia e a necessidade de realizar mais tarefas sem sair de casa, muitos consumidores adotaram a modalidade de compra online. Segundo a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABCOMM), o setor cresceu 18% em 2020, em comparação ao ano de 2019, movimentando mais de R$ 100 bilhões. Diante deste cenário, sua instituição de ensino precisa estar atenta às demandas do mercado e passar a oferecer a opção de compra online aos clientes, isso inclui vender online o material didático, o uniforme, os cursos extras, entre outros itens indispensáveis da rotina escolar. Além das vendas online, a escola precisou de adaptar ao digital em seus mais diversos canais. Isso incluiu também a gestão administrativa e financeira.

pexels-rodnae-productions-7713383
Blog

O que são os itinerários formativos do novo Ensino Médio?

O currículo do novo Ensino Médio é composto por dois blocos articulados e indissociáveis, que são Formação Geral Básica (parte comum) e os Itinerários Formativos (parte diversificada). A formação geral básica, com duração máxima de 1.800 horas, é comum para todos os estudantes e é composta por competências e habilidades previstas na Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Já os Itinerários Formativos, com duração mínima de 1.200 horas, são um conjunto de unidades curriculares que são ofertadas pelas instituições de ensino que possibilitam ao estudante escolher conforme seu interesse, para aprofundar e ampliar seus conhecimentos em uma das Área do Conhecimento: Linguagens e suas Tecnologias, Matemática e suas Tecnologias, Ciências da Natureza e suas Tecnologias ou Ciências Humanas e Sociais Aplicadas, em um percurso com começo, meio e fim. O estudante também pode escolher Itinerários voltados à sua Formação Técnica e Profissional ou cursar Itinerários Integrados, que combinam diferentes opções, como duas ou mais Áreas do Conhecimento ou delas com a Formação Técnica e Profissional.

Boleto

Ligamos para você

Este canal é para comunicação com a equipe de vendas da Prima. Em breve um dos nossos consultores entrará em contato com você.

Menu

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por SophiA, em Blog

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.