Voltar à home em SophiA Central de vendas: +55 (12) 99654-1838 PABX: (12) 2136 7200
Central de vendas: +55 (12) 99654-1838 PABX: (12) 2136 7200 Capa do Blog Bibliotecas e Acervos Gestão Escolar Materiais Educativos Eventos
Por SophiA Em Bibliotecas e Acervos

Bibliotecário escolar: como atuar em prol da educação e ir além

Saiba como o bibliotecário escolar pode renovar o seu papel e passar a atuar como educador, ajudando os professores no processo de formação integral do aluno



O bibliotecário escolar tem um papel bastante importante dentro das instituições de ensino, porém, muitas vezes, pouco valorizado. Teoricamente, esse profissional deve compartilhar com os professores a tarefa de fomentar nos alunos, de diferentes faixas etárias, o hábito da leitura, auxiliando desde a alfabetização até a formação dos jovens no Ensino Médio.

No entanto, é comum ver o bibliotecário escolar realizando muitas outras funções que o impedem de atuar como educador e ir além. O acúmulo de atividades para gerenciar o acervo pode acabar afastando o bibliotecário do pedagógico, por isso, esses profissionais precisam, com o apoio da direção escolar, mudar o modo como a biblioteca participa da educação dos estudantes.

Na sequência, listamos algumas dicas que mostram como o bibliotecário pode atuar como educador, apoiando ativamente as ações com os alunos e estreitando o relacionamento com os professores. Confira!

Ultrapasse as barreiras

Vimos que as atividades administrativas da biblioteca escolar podem, muitas vezes, afastar o bibliotecário do seu papel de educador. Mas, também há algumas outras barreiras que acabam distanciando o profissional da área pedagógica. Uma delas está relacionada ao modo como a equipe escolar, incluindo professores e gestores, enxergam a biblioteca.

O local não é um espaço para que os alunos deem um intervalo entre as aulas. Na verdade, trata-se de um ambiente importantíssimo para a formação dos estudantes, já que permite que os alunos explorem um universo de oportunidades, contribuindo para a formação do repertório cultural e literário dos futuros cidadãos.

Sendo assim, o bibliotecário escolar que almeja atuar como educador e ir além deve ajudar a mudar essa visão equivocada que muitas pessoas têm da biblioteca escolar. Para isso, é importante estreitar a relação com a equipe pedagógica.

Participar das reuniões de planejamento e contribuir com ideias e projetos que podem ser desenvolvidos na biblioteca escolar como um complemento das ações em sala de aula, por exemplo, são maneiras simples de começar a participar mais ativamente da educação dos alunos.

Mesmo que no início as barreiras pareçam difíceis de serem superadas, é importante que o bibliotecário se empenhe para mostrar a todos que o seu papel de educador é imprescindível. Assim, com o tempo, a biblioteca escolar e os bibliotecários passarão a serem vistos como estratégicos no processo de ensino-aprendizagem, e a integração com o pedagógico ocorrerá de maneira natural.

Aproxime-se dos alunos para atuar como bibliotecário escolar

Para desempenhar o papel de educador, o bibliotecário escolar, além de mudar a sua postura e participação nos assuntos pedagógicos, precisa também se aproximar dos alunos. Uma das tarefas mais complicadas é fazer com que os estudantes enxerguem a biblioteca como um espaço repleto de conhecimento e propício para descobertas, deixando de lado a ideia de que ir ao local é apenas uma maneira de “matar aula”.

O primeiro ponto para isso se tornar realidade é trazendo os alunos para participarem ativamente das atividades na biblioteca. Quando se sentem parte das ações, os estudantes se engajam mais facilmente. Então, utilizá-los como parceiros, os envolvendo na organização do acervo e na execução de algumas tarefas pedagógicas realizadas no local, é uma ótima maneira de aproximá-los e, ao mesmo tempo, trabalhar como educador.

Insira os livros na rotina dos estudantes de maneira atraente

Como abordado no início, os bibliotecários, em parceria com os professores, têm a missão de despertar no aluno o gosto pela leitura e fazer com que ele transforme essa atividade em um hábito dentro e fora do ambiente escolar.

Mas, para isso, é preciso inserir os livros na rotina dos alunos de forma prazerosa e encantadora. Diante dessa missão, o bibliotecário escolar deverá atuar como educador e ir além de suas funções de gerenciamento do acervo. A seguir, apresentamos algumas atividades que o próprio bibliotecário pode planejar e guiar com os alunos do colégio:

Leitura compartilhada

Uma forma interessante de incentivar a leitura entre os alunos são as atividades de indicação de livros. Cada estudante escolhe um título e o indica para um colega de classe. Depois da leitura, todos terão um momento para compartilhar com a turma a sua opinião sobre a obra, destacando os pontos principais.

Novas descobertas

Quando o bibliotecário escolar conhece o planejamento pedagógico do colégio, ele consegue participar mais ativamente das atividades desenvolvidas pelos professores, mostrando a biblioteca para os alunos como um local para novas descobertas.

Por exemplo, se nas aulas de geografia os estudantes estão aprendendo sobre os países do continente Europeu, o bibliotecário que atua como educador pode planejar uma atividade na qual cada grupo pesquisará nos livros as características sociais e culturais de determinados países. No fim, as informações serão apresentadas para a turma, permitindo que todos conheçam um pouco mais sobre os países europeus, complementando o aprendizado conquistado em sala de aula. 

O livro além da leitura tradicional

O bibliotecário que atua como educador deve apresentar ao aluno todas as possibilidades e aprendizados que os livros proporcionam. Por isso, atividades como oficina de criação de texto, teatro, jogos pedagógicos e de conhecimento fazem da biblioteca uma extensão da sala de aula, tornando o contato dos estudantes com os livros mais prazeroso e divertido.

Apresentamos no artigo de hoje algumas formas do bibliotecário escolar atuar como educador, selando uma parceria com os professores no processo de formação integral dos alunos.

Mas, para ter tempo de participar ativamente da área pedagógica, é interessante que o bibliotecário conte com o apoio de softwares de gestão de bibliotecas, que otimizam os processos administrativos do acervo.

VEJA TAMBÉM:
Elaboração e acompanhamento do orçamento financeiro da escola, Com esta planilha poderá fazer um bom planejamento, controlar as despesas e ajudar sua instituição a alcançar os resultados esperados.

BAIXAR PLANILHA >>

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Ligamos para você

Menu

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por SophiA, em Bibliotecas e Acervos

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.