Voltar à home em SophiA Central de vendas: 0800 55 7074 PABX: (12) 2136 7200
Central de vendas: 0800 55 7074 PABX: (12) 2136 7200 Capa do Blog Bibliotecas e Acervos Gestão Escolar Materiais Educativos Eventos
Por SophiA Em Bibliotecas e Acervos

Clube de leitura na escola: como criar o da sua instituição

Confira sete dicas sobre como criar um clube de leitura na escola! A prática é uma forma de aproximar os estudantes dos livros.

A ampliação do vocabulário, a melhora da escrita, o desenvolvimento do senso crítico e, também, da criatividade, são apenas quatro dos diversos benefícios trazidos pela leitura. Ela é importante em todas as fases da vida, mas é fundamental no primeiros anos da fase escolar — visto que é um dos pilares do desenvolvimento educacional. Além disso, é mais fácil manter o hábito de ler quando ele é adquirido ainda na infância ou na adolescência.

Por isso, incentivar a prática — e facilitar a criação de laços entre os livros e os estudantes — trata-se de mais uma das tarefas dos educadores. Essa missão fica mais fácil, porém, quando se cria engajamento: por meio de um clube de leitura na escola, por exemplo.

Esse clube pode funcionar tanto como uma atividade complementar ou extracurricular, para ampliar a jornada escolar dos estudantes, quanto ser inserido no currículo regular da instituição de ensino.

Gostaria de algumas dicas sobre o assunto? Pois é delas mesmo que viemos falar hoje!

Sete dicas para educadores criarem um clube de leitura na escola

Destacamos, a seguir, alguns dos principais pontos que devem ser levados em consideração na hora de planejar o clube de leitura na sua escola. Confira:

1) Defina a forma de enquadramento da prática

O clube de leitura na escola será uma atividade extracurricular ou será integrado ao currículo regular da escola (uma vez por mês, como parte das aulas de Português ou Literatura, por exemplo)? Será estendido a todas as séries ou a partir de uma faixa etária específica? Essas são as primeiras questões a serem definidas na hora de planejar a prática.

Resolvido isso, já dá para pensar em algumas outras questões — mais pontuais, como as citadas abaixo.

2) Forme o grupo de trabalho

Se o clube de leitura na escola for integrado ao currículo escolar (como uma atividade em alguma disciplina obrigatória, por exemplo), os membros serão todos os alunos da turma em questão. No entanto, em caso de atividade extracurricular, há necessidade da formação de um ou mais grupos de trabalho — de preferência, separados por faixa etária, o que torna mais fácil a escolha do livro estudado interessar a todos.

Lembre-se, contudo, que o tamanho do grupo de leitores influencia na organização da atividade. Estabeleça um limite de participantes por grupo. Caso a turma seja muito grande, divida ela em equipes menores. 

No caso de atividades extracurriculares, os grupos também podem ser formados levando em consideração a disponibilidade de horários dos estudantes e do professor. Falando nisso....  

3) Defina a regularidade do clube de leitura na escola, bem com um horário e local específicos

O encontro vai acontecer uma ou duas vezes por semana? Ou uma ou duas vezes por mês? De manhã ou à tarde? Logo após o almoço ou mais perto das 16h? Na biblioteca, ao ar livre, no pátio? Todos esses detalhes são importantes para manter a organização e já despertar nos alunos o senso de comprometimento e responsabilidade.

É importante também determinar um tempo de encontro — uma ou duas horas, por exemplo, para não ficar uma atividade muito cansativa. Isso pode ser alterado ao decorrer dos encontros e conforme o interesse dos alunos.  

4) Defina a obra

A escolha das obras a serem lidas pelo clube de leitura na escola deve ser uma decisão democrática. Claro que faz parte das atribuições do professor fazer as indicações — previamente acordadas com a coordenação da instituição — mas, dentre elas, a mais votada vence. Em caso de empate, um sorteio pode ajudar.

Para que a prática conquiste a atenção do grupo, os livros devem transladar entre as leituras obrigatórias da escola e as temáticas e editorias de maior interesse dos estudantes. 

Confira alguns clássicos que podem ser aplicados ao clube:

-Oito clássicos brasileiros; 

-Seis clássicos mundiais. 

5) Planeje o encontro e incentive a participação de todos  

Pense nas atividades que serão realizadas nessa uma ou duas horas em que o clube da leitura estará reunido, para otimizar o tempo. Crie engajamento, dê espaço e voz a todos. Encoraje-os a expor suas observações e opiniões sobre a obra.

Elenque os pontos mais marcantes, que não podem deixar de ser discutidos, espere que eles sejam citados naturalmente, caso não aconteça, aponte-os. Ainda, caso tenha a oportunidade, tente relacionar a obra com o tempo e a realidade atuais.

Enfim, seja criativo você também!   

6) Não esqueça, a presença de um mediador é fundamental  

A presença de um educador é essencial no clube de leitura na escola — pelo menos nos encontros oficiais — justamente para poder organizar e manter a ordem, esclarecer dúvidas e validar a atividade.

Claro que isso não impede que os estudantes se reúnam para ler em outros momentos que não os encontros oficiais do clube, caso assim queiram, e isso não interfira nas demais atividades escolares. 

7) Lembre-se, também, de proporcionar o auxílio necessário para que os membros do clube possam desenvolver a leitura com tranquilidade

O clube de leitura na escola pode fazer uso tanto de livros físicos quanto de obras digitais, mas — independente da escolha individual de cada membro — é importante que todos tenham acesso aos mesmos recursos.

Para facilitar o contato dos alunos com os títulos que serão trabalhados no clube, uma opção das instituições de ensino é contar com plataformas de gestão de bibliotecas e conteúdo digital.

Um exemplo, nesse sentido, é a linha de softwares SophiA para gestão de bibliotecas — em especial, o sistema Philos, voltados às bibliotecas escolares e já utilizado por centenas de colégios no país.

Lembrando que, agora, os softwares SophiA podem ser integrados também à plataforma Odilo — ferramenta desenvolvida na Espanha, focada na gestão de conteúdo digital, que, recentemente, passou a integrar o portfólio de sistemas para escolas, bibliotecas e acervos dos softwares SophiA.

Para saber mais sobre a Odilo, acesse:

-SophiA lança novidade em seu portfólio de produtos: a Netflix de livros;

-Odilo; e

- Saiba mais sobre a plataforma Odilo, novo produto SophiA.

Se você gostou dessas dicas sobre como criar um clube de leitura na escola, não deixe de acompanhar o blog das soluções SophiA. Nele, você encontra mais sobre essa e outras temáticas relacionadas ao campo educacional brasileiro! 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Ligamos para você

Menu

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por SophiA, em Bibliotecas e Acervos

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.