Por SophiA Em Bibliotecas e Acervos Atualizada em 17 NOV 2021 - 14H42

Iniciativas em prol da leitura e das bibliotecas

Por Liliana Giusti Serra

Já sabemos que a leitura é importante e que deve ser estimulada, em todas as idades. Também sabemos que nem sempre locais mais afastados de grandes centros conseguem ofertar livros e acesso à informação a seus moradores. Alguns locais nem são acessíveis por estradas e vias, exigindo a utilização de meios de transporte alternativos.

Todas as escolas deveriam poder contar com bibliotecas, mas infelizmente esse não é o cenário que vemos frequentemente, mesmo quando até existe uma legislação para apoiar esta demanda, como é o caso do Brasil (Lei nº 12.244/2010).

Se o leitor não vai até a biblioteca, a biblioteca vai até o leitor! Abaixo estão alguns exemplos de projetos que foram desenvolvidos para ampliar a oferta de livros aos usuários. Muitos destes exemplos são bibliotecas remotas, que vão aonde o usuário está. Outras são projetos com instalações físicas estáticas, mas nem por isso menos interessantes. Nos exemplos citados são apresentadas experiências que contribuem com mudanças nas localizações que são visitadas, impactando diretamente seus moradores, fazendo a diferença na vida das pessoas.

E todos estes projetos são resultado de iniciativas de pessoas determinadas em contribuir para mudar a realidade das regiões onde vivem, proporcionando acesso aos livros, ajudando as pessoas a construir sonhos e conhecer outras realidades.

Cavalo-Biblioteca (Dubbed Kuda Pustaka - Horse Library)

Local: Vila de Purbalingga, Java Central, Indonésia

Este projeto foi iniciado em dezembro de 2014. Às terças e quintas Ridwan Sururi carrega sete cavalos com livros e visita vilas remotas aos pés do Monte Slamet. Os livros são emprestados para crianças e adultos. Quando o projeto começou eram 136 livros transportados pelos cavalos. Hoje a biblioteca de Ridwan conta com mais de 3500 livros, sendo que boa parte deste material foi obtido por meio de doações.

Ridwan trabalha com o proprietário dos cavalos e pediu permissão para usá-los para levar livros às comunidades remotas em seus horários livres. A iniciativa estimulou outras pessoas e agora o serviço é oferecido também para a região oeste de Java, a partir dos posts feitos por Ridwan no Facebook.

Biblioburro

Local: La Gloria, região rural da Colômbia

Semelhante ao projeto da Indonésia, esta iniciativa de 1999 usa burros para levar os livros até comunidades distantes. Luis Soriano, professor de espanhol, preocupado que seus alunos não tinham livros em casa, resolveu pegar seus dois burros, Alfa e Beto, para levar livros até seus alunos e demais interessados na leitura. O projeto começou com 70 livros. Hoje possui cerca de 3000 livros. Antes os burros eram usados para levar água para comunidades mais distantes. Hoje levam livros, esperança e sonhos.

Bibliomotocarro

Local: região de Basilicata, Itália

O professor aposentado, Antonio La Cava, resolveu reformar um carro de 3 rodas para levar cerca de 700 livros para comunidades mais distantes, principalmente crianças. Esta iniciativa começou em 2003. Quando está se aproximando dos vilarejos, o carro emite um som de órgão para avisar aos moradores que estão chegando as novidades.

Trem-Biblioteca (Tram Library)

Local: Brno, na República Checa

A Biblioteca Jirí Mahen resolveu disponibilizar parte de seu acervo de forma móvel, colocando os livros em um trem que circula 70 km por dia. Este projeto foi premiado pela IFLA em 2014 e o objetivo é estimular a leitura, além de disponibilizar livros digitais que podem ser consultados no trem.

Biblioteca Camelo

Local: Nordeste do Quênia

Seguindo a mesma linha de uso de cavalos e burros, este projeto criado por um bibliotecário em 1996, adotou camelos para transporte de livros para vilarejos e nômades que percorrem essa região do Quênia. Como são locais de difícil acesso para veículos motorizados, a opção foi equipar camelos com caixas de transporte de livros. O projeto conta com 12 camelos e um acervo com mais de 7.000 livros. As viagens ocorrem em 4 dias durante a semana, visitando percursos diferentes.

Barco Biblioteca

Local: área rural do Laos, ao longo do Rio Mekong

O Rio Mekong é o 12º rio mais longo do mundo e o 6º maior da Ásia. Possui um comprimento de quase 5.000km, cortando o Vietnã, China, Tailândia, Laos, Camboja e Myanmar. Este projeto ocorre na área rural do Laos, visitando cerca de 100 vilarejos ao longo do rio, utilizando dois barcos que levam livros para crianças que vivem nesta região e que não possuem acesso a livros. Cada barco transporta cerca de 1000 livros infantis e chegam aos vilarejos pela manhã, coincidindo com o horário que as crianças saem das escolas. As crianças podem usar o barco (e a biblioteca) durante o dia todo e os livros são devolvidos na manhã seguinte, quando o barco parte para o próximo vilarejo.

Biblio Delivery

Local: Juína, Mato Grosso

Este projeto desenvolvido na Biblioteca Pública de Juína (MT) e foi idealizado pela bibliotecária Alessandra de Assis. Em 2020 venceu o Prêmio Ibero-Americano de Bibliotecas Públicas. Tudo começou com a pandemia da COVID-19 e a necessidade de levar livros para famílias isoladas, pessoas acamadas e a população em geral. Consiste em utilizar motocicleta para entregar os livros na casa dos leitores que fizeram solicitações de empréstimo, mas que possuem dificuldades para irem retirar os livros na biblioteca. Após sua implantação foi identificado como uma política pública, promovendo a manutenção do serviço mesmo após a vacinação da população.

Biblio Avião

Local: Iztapalapa, Mexico

O projeto Voando para a Utopia recuperou um avião abandonado da empresa Mexicana de Aviação. Os ex-funcionários da empresa aérea converteram o Boeing 737-200 em um espaço para biblioteca e computadores para ensino de programação para crianças. O avião está em uma praça na cidade que antes era evitada pelos moradores. No avião os alunos podem consultar e pegar emprestado livros digitais, audiolivros e livros impressos. A cada 10 empréstimos é possível experimentar o simulador de voo, contando com as orientações de um mecânico de aviões aposentado. O entorno da praça hoje abrange outras atividades como aulas de xadrez, contação de estórias, oficinas de desenhos e até zumba! O projeto deu tão certo que a prefeitura decidiu distribuir mais 5 aviões em outros pontos da cidade.


Boleto

Ligamos para você

Este canal é para comunicação com a equipe de vendas da Prima. Em breve um dos nossos consultores entrará em contato com você.

Menu

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por SophiA, em Bibliotecas e Acervos

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.