Por SophiA Em Bibliotecas e Acervos

Quadrinhos na biblioteca escolar. Porque apostar nessa ideia!




Incluir quadrinhos na biblioteca escolar e em sala de aula é um movimento que está ganhando força a cada dia.

Afinal, os quadrinhos desempenham um papel inegável dentro do processo de alfabetização das crianças. Aqui no Brasil, muitos adultos citam a Turma da Mônica, de Maurício de Souza, como referência durante a infância.

Assim, sua aceitação entre as instituições de ensino só aumenta e as escolas precisam se preparar para disponibilizar os quadrinhos para seus alunos. E a biblioteca escolar é o lugar certo para isso.

Benefícios de incluir quadrinhos na biblioteca escolar de sua escola

No Brasil, a biblioteca escolar é lugar dos quadrinhos desde 2006. Pois foi a partir deste ano que eles foram incluídos no Programa Nacional Biblioteca da Escola, do MEC - Ministério da Educação.

Através dessa iniciativa, as histórias em quadrinhos e outros títulos foram distribuídos para escolas da educação infantil, ensino fundamental e também para o ensino médio.

A promoção da leitura, da alfabetização visual e da ativação do pensamento são grandes diferenciais dos quadrinhos.

Mas há estudos que vão além e apontam a importância dessa leitura em termos da velocidade de processamento e retenção de informações.

Por isso, utilizar esse recurso pode tornar o processo de aprendizagem mais lúdico, prático e eficaz. Tanto para os alunos quanto para os professores.

Mas existem outros benefícios. Acompanhe!

1) Ler quadrinhos incentiva o prazer e o hábito de ler

Muitas crianças e adultos não se sentem atraídos para o que são considerados "livros sérios". Porém, devoram quadrinhos vorazmente. São menos leitores?

A realidade é que cada pessoa busca encontrar a leitura que transmite conhecimento ou simplesmente a diverte.

Para alguns, esta leitura está nos quadrinhos. Então, se os alunos gostam de ler quadrinhos ilustrados, deixe-os desfrutar de quadrinhos e concilie esse tipo de leitura com a dos livros.

Amplie sua oferta ao disponibilizá-los na biblioteca escolar. Assim, você aproxima este grupo da leitura. Tornando mais fácil que eles, futuramente, busquem cada vez mais frequentemente, os livros convencionais.

2) Ter quadrinhos na biblioteca escolar contribui para o aprendizado visual

Os profissionais da educação estão cada vez mais atentos à importância de trabalhar com diferentes técnicas para estimular os processos de aprendizagem.

Nesse sentido, os quadrinhos na biblioteca escolar melhoram a qualidade de leitura por parte dos alunos, enriquece o vocabulário, faz com que eles se expressem melhor e melhora sua capacidade de síntese.

Além disso, seu formato de texto contribui para fixar a atenção, facilita a compreensão dos cenários e ajuda a reter palavras mais complexas por associação.

3) Os quadrinhos facilitam o processo de leitura

Para algumas crianças, ler pode ser uma tarefa bastante desafiadora, mas os quadrinhos podem funcionar como um alívio, por não ser tão intimidante.

Afinal, eles oferecem textos curtos e fáceis de ler e são sempre acompanhados de pistas visuais e onomatopeias.

Tudo isso ajuda a estimular crianças com algumas dificuldades de leitura e escrita. Sem atrapalhar a assimilação da mensagem por parte destes leitores.

Encontrar quadrinhos na biblioteca escolar democratiza o acesso à leitura, além de garantir mais uma “ferramenta educacional” importante para professores e alunos.

4) Ter quadrinhos na biblioteca escolar incentiva o pensamento

Ler quadrinhos ajuda o aluno a pensar sob diferentes pontos de vista. Assim como a processar esse pensamento.

Ler um gibi significa interagir com diferentes elementos: visual, textual, sinalização, entre outros.

Dessa forma, não é algo tão simples como "olhar imagens", mas compreender entre as linhas e decifrar o significado das imagens.

Portanto, o leitor de quadrinhos tem que integrar todos esses componentes para montar uma mensagem.

Em outras palavras, o formato ativa diferentes áreas do pensamento, contribuindo para promover o raciocínio e a capacidade de pensar.

5) Histórias em quadrinhos incentivam a aquisição e a ampliação de vocabulário

Não hora de investir no acervo de sua biblioteca, lembre-se: os livros não são os únicos a contribuir para a qualidade e amplitude do vocabulário da criança.

Os quadrinhos podem fazer isso com muito êxito. Muitos exemplares, ao serem folheados, mostram a riqueza e a variedade de vocabulário.

Além disso, há ainda a forma como o texto é trabalhado, o contexto em que ele é usado.

Por isso, ter quadrinhos na biblioteca escolar é algo que vai muito além do entretenimento. Pois, além de se divertir, o aluno desenvolve sua linguagem.

6) Quadrinhos promovem o aprendizado em diferentes temas

Embora seja considerado um tipo de literatura mais simples, a verdade é que os quadrinhos podem explorar uma gama de assuntos. Nos mais diferentes níveis de complexidade.

Do que o granito é feito? Qual é a velocidade do som? Quais são os direitos humanos? Quais planetas compõem o sistema solar?

Histórias em quadrinhos exploram os mais diversos temas. Inclusive muitos clássicos da literatura podem ser encontrados nesse formato, podendo ser usados não em substituição às obras originais, mas como complemento a elas.

Como organizar os quadrinhos na biblioteca escolar

Agora que já esclarecemos a importância e a força dos quadrinhos como recurso de ensino, é hora de abordar sua inserção no acervo da instituição.

Inclusive, esta é uma boa forma de diversificar o acervo. Então, como todo livro a ser incorporado, os quadrinhos também devem ser catalogados e incorporados.

Dessa forma, é possível fazer uma melhor gestão destes recursos. Mantendo-os mais visíveis e organizados, além de garantir o controle de acesso a eles.

Por isso, o SophiA é a solução adequada para ajudar no processo. Além da catalogação, o recurso ainda permite enviar e-mails personalizados para os usuários da biblioteca, acessar relatórios sobre empréstimo/devolução ou sobre as obras mais lidas.

Tudo diretamente pelo sistema, de uma forma prática e segura.

Outra vantagem do SophiA é a possibilidade de fazer a gestão de acervos híbridos. Ou seja: o mesmo quadrinho pode ser disponibilizado em sua versão impressa ou digital.

Sendo assim, os alunos podem acessar os quadrinhos na biblioteca escolar, de uma forma mais prática.

Para os professores, é mais um recurso que pode contribuir dentro de suas metodologias de trabalho, trazendo um tom mais lúdico para o conteúdo pedagógico.

Já para a sua instituição, esta é mais forma de oferecer valor aos alunos, contribuindo significativamente dentro do processo de formação de leitores - e de cidadãos mais esclarecidos.

Gostou desse artigo? Então acompanhe nosso blog para ficar sempre por dentro das novidades do setor – clique e leia já:

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Ligamos para você

Este canal é para comunicação com a equipe de vendas da Prima. Em breve um dos nossos consultores entrará em contato com você.

Menu

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por SophiA, em Bibliotecas e Acervos

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.