Incorporar atividades de recreação na gestão de escolas de Educação Infantil contribui positivamente para o desenvolvimento dos alunos.
Voltar à home em SophiA Central de vendas: +55 (12) 99654-1838 PABX: (12) 2136 7200
Central de vendas: +55 (12) 99654-1838 PABX: (12) 2136 7200 Capa do Blog Bibliotecas e Acervos Gestão Escolar Materiais Educativos Eventos
Por SophiA Em Gestão Escolar Atualizada em 28 JAN 2020 - 14H16

5 exemplos para trabalhar a recreação na gestão de escolas infantis

Incorporar atividades de recreação na gestão de escolas de Educação Infantil contribui positivamente para o desenvolvimento dos alunos.

Por muito tempo, a gestão escolar focada na educação infantil se concentrou mais no desenvolvimento mental, deixando as habilidades físicas e motoras em segundo plano.

Porém, trabalhar a recreação na rotina dos pequenos é essencial: crianças fisicamente ativas possuem grandes chances de se tornarem adolescentes e adultos igualmente ativos, o que tem somente a contribuir para a saúde como um todo.

Por isso, é importante que a gestão de escolas atual abra espaço para o brincar e para as atividades físicas desde a educação infantil. Veja a seguir como promover esse hábito em sua escola e garantir mais desenvolvimento, saúde e bem-estar para seus alunos.

Entendendo o que é recreação

A recreação consiste em promover experiências com forte aspecto lúdico, que estimulem as atividades físicas e o desenvolvimento psicomotor.

É uma questão decisiva para a evolução do aprendizado das crianças, que hoje passam muito tempo em seus gadgets ou em frente à TV – e, com isso, apresentam pouca ou nenhuma movimentação física.

Portanto, no cenário atual, um dos melhores locais para incluir atividades desta natureza na vida dos pequenos alunos é, de fato, a escola.

Esse reforço, dentro da gestão de escolas, se reflete positivamente também na alfabetização e em diversos aspectos na vida dos alunos – entenda melhor no próximo tópico.

Benefícios da recreação na gestão de escolas

Inserir o lúdico e o brincar na educação infantil traz diversos benefícios – de curto a longo prazo:

  • Saúde física: atividades recreativas, especialmente as externas, melhoram a saúde, ajudando na manutenção de percentuais de gordura corporal mais baixos, níveis de sangue e colesterol controlados, aumento da força muscular, flexibilidade, resistência muscular, composição corporal e resistência cardiovascular;
  • Saúde mental: a recreação pode ajudar a gerenciar o estresse, reduzindo diretamente a ansiedade e a depressão. Ela fornece um canal para liberar tensões, facilitando a estabilidade emocional e a resiliência. Tais atividades podem ajudar os alunos a se tornarem mais autossuficientes e autodisciplinados;
  • Reforço na memória: as experiências práticas e as informações trabalhadas nas atividades recreativas podem ser absorvidas totalmente pelo cérebro em um ambiente mais estimulante;
  • Desenvolvimento moral: a recreação presente na gestão de escolas dá aos alunos a oportunidade de assumir liderança, questionar ações e regulamentos e aceitar a responsabilidade por seu próprio comportamento;
  • Habilidades interpessoais: atividades lúdicas ajudam na construção de habilidades de comunicação e formação de equipes, pois os alunos precisam trabalhar em grupo para resolver problemas – o que pode ser muito positivo dentro da educação inclusiva. Além disso, as atividades recreativas podem detectar outros talentos além da excelência acadêmica, que mais tarde podem ajudar na carreira e na vida como um todo.

Outra questão que merece atenção é o fato de que a geração atual passa menos tempo em um ambiente natural, o que pode acarretar o enfraquecimento dos sentidos – tanto fisiologicamente como psicologicamente.

Portanto pais, responsáveis e toda a equipe pedagógica devem explorar todas as oportunidades possíveis para incluir a recreação na vida de um aluno para um desenvolvimento completo da mente e do corpo.

Dicas para trabalhar a recreação na gestão de escolas

Como os estímulos à atividade física e motora estão diminuindo no ambiente doméstico, isso deve fazer parte do currículo educacional em que o aluno passa a maior parte do tempo.

Veja alguns exemplos do que sua escola pode trabalhar no dia a dia:

1) Atividades de arte

Por meio de atividades artísticas estimulantes, os professores podem aproveitar a curiosidade natural das crianças para envolvê-las em experiências sensoriais.

Isso fortalece as habilidades de resolução de problemas, à medida que as crianças aprendem a entender o mundo.

Exemplos: releituras de obras de arte e livros de biblioteca sob o ponto de vista infantil, colagens e manipulação de materiais de texturas variadas – como tintas, papéis, slimes, entre outros.

2) Atividades científicas

Intuitivas e divertidas, as atividades de recreação com foco científico ajudam a melhorar as habilidades motoras e o desenvolvimento cognitivo de seus alunos através da exploração prática.

Exemplos: experiências com densidade de líquidos, como o óleo e a água, aulas sobre partes do corpo, plantação e crescimento de plantas, entre outros.

3) Atividades de idiomas

Trata-se de uma ótima aplicação a ser feita em sala de aula, pois o desenvolvimento da linguagem está ligado ao desenvolvimento cognitivo em crianças pequenas.

Exemplos: quebra-cabeças bilíngues, músicas em inglês, atividades externas para identificar elementos no jardim em outras línguas, entre outros.

4) Atividades físicas

As atividades de movimento para os pequenos ajudam a enriquecer e desenvolver habilidades motoras, cognitivas e sociais, melhorando o fluxo de sangue e oxigênio - o que ajuda no desenvolvimento e na função cerebral.

Exemplos: construção de playground na área da escola, exploração de parques e jardins da região, parede de escalada, jogos em grupos, entre outros.

Você pode se interessar por esses outros conteúdos:

Educação Infantil: como trabalhar a inclusão na escola

5 dicas para trabalhar a educação inclusiva

Histórico escolar: novo recurso disponível no SophiA Gestão Escolar Web

5) Atividades musicais

As atividades envolvendo música e movimento são uma forma dos alunos aprenderem matemática através da contagem de ritmos, arte através de melodias agradáveis ​​e ciência através do jogo investigativo com instrumentos de percussão.

Exemplos: aulas de instrumentos musicais, confecção de instrumentos, aulas de canto, entre outros.

Tecnologia facilita rotinas na gestão de escolas

Promover essas mudanças para inserir mais atividades recreativas em sua escola pode ficar mais fácil quando as tarefas do dia a dia estão mais assertivas e automatizadas, e é justamente nisso que o SophiA Gestão Escolar auxilia os gestores.

O software oferece recursos que facilitam a gestão de escolas através da otimização de processos, permitindo que você e sua equipe tenham tempo para promover e desenvolver novas atividades pedagógicas – inclusive aquelas focadas na recreação para alunos da educação infantil.

Acesse nosso site e converse com um de nossos especialistas sobre as vantagens do Sophia Gestão Escolar!

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Ligamos para você

Este canal é para comunicação com a equipe de vendas da Prima. Em breve um dos nossos consultores entrará em contato com você.

Menu

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por SophiA, em Gestão Escolar

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.