Voltar à home em SophiA Central de vendas: +55 (12) 99654-1838 PABX: (12) 2136 7200
Central de vendas: +55 (12) 99654-1838 PABX: (12) 2136 7200 Capa do Blog Bibliotecas e Acervos Gestão Escolar Materiais Educativos Eventos
Por SophiA Em Gestão Escolar

Como abrir uma escola de cursos livres e geri-la corretamente

Um bom planejamento e ótimas técnicas de gestão são passos fundamentais para quem deseja ter uma escola de cursos livres de sucesso

Em meio a um período de recessão, a busca por uma oportunidade de trabalho se torna ainda mais difícil devido à concorrência. De acordo com dados divulgados recentemente pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e divulgados pelo G1, no Brasil falta trabalho atualmente para 27,6 milhões de pessoas. Neste cenário, se qualificar em uma escola de cursos livres vem sendo a solução para muitos brasileiros se destacarem em um mercado cada vez mais competitivo.

Além disso, a constante busca pelo aprendizado é fundamental para o crescimento pessoal e profissional, o que aumenta a busca por qualificações de excelência mesmo em momentos de crise. Sendo assim, abrir uma escola de cursos livres é uma ótima opção para quem quer gerir um negócio voltado para a educação.

Se você já está com esse plano, mas precisa de informações seguras sobre como abrir uma escola de cursos livres e fazer uma gestão correta e assertiva do negócio, continue acompanhando este artigo para conferir todas as nossas dicas.

O que é uma escola de cursos livres?

Para abrir um negócio de sucesso é preciso conhecer muito bem as especificidades da área, as leis que regem o segmento e, claro, buscar informações sobre o mercado. No caso da escola de cursos livres, o empreendedor deve compreender os objetivos e a importância dessa instituição para a trajetória dos alunos.

Legalização

Uma escola de cursos livres, que pode ter uma estrutura física ou online, apresenta algumas diferenças de uma escola padrão. Por exemplo: de acordo com a Lei nº. 9394/96, o Decreto nº. 5.154/04 e a Deliberação CEE 14/97 (Indicação CEE 14/97), os cursos chamados “livres” não necessitam de prévia autorização do Ministério da Educação (MEC) para funcionamento nem de posterior reconhecimento do Conselho de Educação competente.

Entretanto, é importante enfatizar que o funcionamento da escola de cursos livres é previsto por lei, segundo o Decreto Presidencial N° 5.154 de 23 de julho de 2004, que constitui a base legal de validade dessas formações, consideradas uma modalidade de educação não-formal e de duração variável.

Como funciona?

Uma escola de cursos livres pode oferecer para os alunos uma série de formações em diferentes áreas, com o intuito de esclarecer questões pontuais de um determinado segmento. 

Um cabeleireiro profissional, por exemplo, pode querer aprender mais sobre coloração de cabelos loiros e encontrar essa especialização em uma escola de cursos livres focada no setor de beleza. 

Vale ressaltar que apesar de ter o caráter de especialização, uma escola desse tipo não atua como uma instituição de cursos profissionalizantes, devendo ser um complemento para quem já possui conhecimentos específicos ou busca ampliar o seu repertório para futuramente ingressar em um curso técnico ou até mesmo graduação.

A popularidade de uma escola de cursos livres é muito positiva, pois ela oferece aos alunos a chance de se especializar em algo em um curto período de tempo e com um investimento bastante acessível. 

Como abrir uma escola de cursos livres?

Veja agora alguns pontos fundamentais para abrir uma escola de cursos livres:

Escolha do local

Quando o empreendedor opta por uma escola de cursos livres física, é importante que ele escolha o local com bastante atenção, verificando, por exemplo:

•Se há na região clientes em potencial para o seu negócio;

•Se a rua tem um bom movimento de pessoas durante o dia;

•Se há uma boa acessibilidade de transporte para alunos que vêm de outros bairros;

•Se o local é seguro para os alunos e colaboradores.

Fazer uma escolha assertiva do ponto é fundamental para que a escola de cursos livres alcance um número positivo de matrículas desde a sua abertura. 

Área de atuação da escola de cursos livres

Outro ponto importante que o empreendedor deve se atentar antes de abrir uma escola de cursos livres é a área de atuação do negócio: é preciso decidir se a instituição será focada apenas em um assunto, como pintura, ou oferecerá formações mistas, como escolas com cursos de inglês, administração, informática, dentre outros.

Formação da equipe

Depois de alinhar esses pontos, a abertura da escola de cursos livres estará quase pronta. Mas, para funcionar, é preciso contar com uma equipe bem preparada, que dará ao aluno todo o suporte necessário. Geralmente, essas instituições contam com:

•Professores qualificados para cada curso;

•Coordenadores de área;

•Recepcionista/secretária;

•Consultor comercial;

•Profissionais para cuidar da limpeza.

Montar uma equipe competente e motivada para dar o melhor de si no trabalho diário é essencial para que a escola de cursos livres seja um sucesso.

Adoção de um sistema de gestão

Por fim, outra dica importante para quem vai abrir uma escola de cursos livres é prestar atenção à gestão do negócio.

Para que todos os processos sejam realizados de forma correta e assertiva, é importante contar com um sistema criado especificamente para gestão de escola de cursos livres, como o SophiA Cursos Livres, desenvolvido pela Prima. A plataforma, totalmente online e de fácil utilização, disponibiliza uma série de benefícios para a gestão da escola de cursos livres, como:

•Acompanhamento das contas a pagar e a receber;

•Emissão de boletos com praticidade, inclusive de mais alunos para um mesmo responsável financeiro;

•Emissão de  Notas Fiscais de Serviços e Produtos integradas ao sistema;

•Opção de pagamento recorrente com cartão de crédito, descontando somente o valor mensal do limite do cartão do usuário;

•Emissão de contrato de matrícula direto do sistema;

•Gerenciamento de múltiplas unidades no mesmo sistema;

•Acompanhamento dos principais indicadores financeiros, de matrículas, captação e retenção de alunos por meio de gráfico e relatórios do Painel de Gestão;

•Gestor de Vendas que atua como braço direito do Comercial da escola;

•Perfis de acesso para cada colaborador de acordo com a sua função;

•Aplicativo móvel personalizado para atendimento aos alunos.

Pensando em atender todas as necessidades dos clientes, a Prima também desenvolveu o SophiA Master, perfeito para a gestão de franquias de escola de cursos livres, e portanto ideal para quem pretende abrir mais de uma unidade. 

Para conhecer mais sobre esses dois sistemas e garantir ainda mais assertividade na abertura e gestão de sua escola de cursos livres, solicite uma demonstração junto à nossa equipe clicando nessa página, ou entre em contato.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Ligamos para você

Este canal é para comunicação com a equipe de vendas da Prima. Em breve um dos nossos consultores entrará em contato com você.

Menu

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por SophiA, em Gestão Escolar

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.