Voltar à home em SophiA Central de vendas: 0800 55 7074 PABX: (12) 2136 7200
Central de vendas: 0800 55 7074 PABX: (12) 2136 7200 Capa do Blog Bibliotecas e Acervos Gestão Escolar Materiais Educativos Eventos
Por SophiA Em Gestão Escolar

Gamificação na educação: o que você precisa saber para aderir a essa ideia

Incluir jogos no processo de ensino-aprendizagem é uma forma de tornar a aula mais dinâmica e atraente, provocando o interesse dos estudantes em sala de aula.

Não é novidade falarmos aqui que as instituições de ensino e os educadores precisam se adequar às necessidades e expectativas dos estudantes de hoje em dia: modernizar o sistema de ensino, usar novas metodologias, contar com o auxílio das ferramentas tecnológicas, tudo isso na constante busca por conquistar a atenção e o interesse dos alunos, e despertar o engajamento deles em sala de aula.

Em outras oportunidades — como nos textos "Gamificação e o ensino: aprenda uma nova forma de educar" e "5 benefícios da gamificação na educação" — já falamos sobre a metodologia de incluir jogos no processo de aprendizagem. A gamificação é uma maneira de tornar a aula mais dinâmica e atraente, por isso hoje vamos abordar um pouco mais sobre ela. 

Vamos lá?

A informação que falta para a gamificação na educação ser uma realidade na sua escola 

Tirar o estudante do papel passivo e torná-lo um agente ativo no processo da aprendizagem está entre as necessidades e os desafios dos educadores no século XXI.

Aprender copiando a matéria do quadro ou apenas ouvindo o professor falar não é mais suficiente para quem nasceu na era digital, com a informação a alguns cliques de distância. É preciso dinamizar, gerar movimento! Não por acaso, a metodologia ativa, por exemplo — que envolve incentivar os discentes a aprenderem de maneira autônoma e participativa em sala de aula — está ganhando força nas escolas.

A gamificação na educação é uma das formas de tornar esse processo mais dinâmico. 

No entanto, vale salientar aqui um ponto importante: quando se fala de sua inclusão no processo de ensino, isso não significa a sua associação obrigatória com a tecnologia. Apesar de estarmos inseridos na era digital, os jogos físicos ainda funcionam bem para movimentar uma sala de aula, basta ser criativo. 

Tecnológicos ou não, esses jogos, se bem planejados, são capazes de promover a interatividade entre os participantes, fortalecer o espírito de trabalho em equipe, e ensinar sobre os preceitos de uma competição saudável. A gamificação na educação também colabora para aflorar características como a criatividade, a persistência e a disciplina, além de desenvolver o senso de urgência. 

Quem deseja fazer uso dessa metodologia pedagógica precisa pensar em incluir na "brincadeira" elementos tradicionais já conhecidos dos jogos simples do mundo off line, como:

- Um sistema de pontos, aumentando a pontuação de quem se destacar mais; 

- A aplicação de fases para serem completadas; 

- A entrega de prêmios para os vencedores.

A ideia é despertar interesse e uma das formas de fazer isso é por meio da competição saudável.   

Também é importante ressaltar que a gamificação na educação não exige o uso de jogos prontos, por isso reforçamos mais uma vez: vale a pena, e muito, fazer uso da criatividade. Invente e adapte os jogos — incluindo suas regras — às necessidades e limitações da escola e dos alunos, e também aos objetivos de cada uma das aulas e cada conteúdo ensinado! 

Dedique o tempo necessário a essa tarefa

Todavia, para que seja possível inserir de forma eficaz a gamificação na educação é preciso organização e planejamento — o que, por consequência, exige tempo e dedicação. 

Como, então, conseguir esse tempo a mais?  

Um sugestão nesse sentido é contar com o auxílio de alguns parceiros — aqueles focados em facilitar as tarefas mais burocráticas de uma escola, como as relacionadas à gestão e administração, por exemplo. Com mais facilidades e ajuda extra nesse sentido, é possível que os gestores e educadores da sua escola consigam concentrar uma maior parte do seu tempo e suas energias no processo de planejar e implantar novas técnicas de ensino em sala de aula.

Nossa indicação de parceria? O software SophiA Gestão Escolar.

Trata-se de uma ferramenta pedagógica desenvolvida pela empresa Prima, que dispõe de diversos softwares focados na praticidade da gestão e administração das instituições de ensino, sendo referência nesse mercado no Brasil.

O SophiA Gestão Escolar foi criado para ser usado tanto em escolas de Ensino Fundamental e Médio quanto nas de Ensino Técnico, facilitando a rotina dos profissionais e envolvendo toda a comunidade escolar no processo de ensino-aprendizagem.

Clique aqui para saber mais sobre ele e como pode ajudar você e a sua instituição de ensino. Se preferir, entre em contato diretamente com os responsáveis pelo software, tire suas dúvidas, e peça uma demonstração das funcionalidades!

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Ligamos para você

Menu

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por SophiA, em Gestão Escolar

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.