Por SophiA Em Gestão Escolar

O novo ensino médio vem aí. Sua escola está preparada?




O novo ensino médio entrará em vigor em 2022, segundo a Medida Provisória 746/2016, que foi convertida na Lei 3.415 em 2017.

O novo modelo traz alterações na Lei de Diretrizes de Bases da Educação Nacional (LDB), em relação à estrutura do Ensino Médio.

A mudança afetará professores, alunos e gestores, por isso é necessário se preparar.

Confira neste artigo, as principais mudanças que chegam com o novo ensino médio, e as soluções estratégicas de adaptação.

Entenda a proposta do novo ensino médio

A proposta do novo ensino médio, é reformular o modelo de aprendizagem, de acordo com as áreas do conhecimento.

Dessa forma, podemos considerar como a principal mudança, a possibilidade dos alunos escolherem entre uma formação técnica e profissionalizante.

Ao se formar, o aluno receberá um diploma de curso técnico ou profissionalizante, bem como um certificado do ensino médio regular.

Entretanto, essa não foi a única alteração na estrutura do Ensino Médio. Professores e a gestão escolar também participam do novo modelo.

Principais mudanças do novo ensino médio

Confira a seguir, as principais mudanças estabelecidas pelo novo ensino médio e prepare-se para superar mais esse desafio:

1- Oferta dos itinerários formativos

Sem dúvidas, um dos pontos mais significativos das mudanças diz respeito aos itinerários formativos. Tanto que esse item chamou a atenção dos alunos em relação ao novo ensino médio.

De acordo com o novo modelo, o aluno poderá escolher entre unidades curriculares, para aprofundar seus conhecimentos técnicos e profissionalizantes.

O número de itinerários oferecidos em cada escola pode variar, sendo responsabilidade da mesma definir a oferta.

Além disso, o aluno poderá escolher um itinerário em seu 1º ano do Ensino Médio, com a possibilidade de mudar.

Os itinerários formativos foram implementados em 2022. Entretanto, só passarão a ser obrigatórios na grade curricular em 2023, em escolas públicas e privadas.

2- Aumento da carga horária

Outra mudança importante no Ensino Médio é a alteração na carga horária, que sofrerá um aumento.

Atualmente, a carga horária é de 800 horas anuais. Ela passará a 1.000 horas, o que consequentemente resulta em 3.000 horas a mais para os três últimos anos da Educação Básica.

Nesse sentido, os alunos e professores precisarão dedicar mais tempo em suas atividades escolares.

Já em 2022, a carga diária, que antes era de 4 horas diárias, passará para o mínimo de 5 horas por dia.

3- Projeto de vida é novidade no novo ensino médio

O Projeto de vida não é componente curricular, mas sim uma atividade interdisciplinar que tem o objetivo de ajudar os jovens.

Isso porque o Ensino Médio é um grande marco para o início da vida adulta, dessa forma, o projeto irá auxiliar no entendimento dos interesses pessoais, sociais e profissionais.

No novo modelo do ensino médio, o Projeto de Vida será obrigatório nas instituições de ensino, para tornar o processo de aprendizagem mais personalizado e atrativo.

É importante ressaltar, que essa não é uma iniciativa exclusiva do novo ensino médio, pois o componente já estava previsto na Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

4- Disciplinas divididas em áreas do conhecimento

Por fim, a última novidade do Ensino Médio, são as disciplinas divididas em áreas do conhecimento, como no Exame Nacional do Ensino Médio.

Nenhuma matéria será excluída da grade curricular, mas não serão abordadas individualmente. De acordo com o novo modelo, as disciplinas serão:

Como já foi dito, a nova organização não exclui nenhuma disciplina, mas sim a frequência de cada uma na grade curricular, conforme a escolha do aluno.

As únicas disciplinas obrigatórias nos três anos do Ensino Médio são: Matemática e Língua Portuguesa.

Fique atento: o que muda para os professores?

Os alunos não serão os únicos afetados pelo novo ensino médio. Pelo contrário, os professores também precisam se preparar.

De acordo com a nova lei, serão duas mudanças para os professores do Ensino Médio, que abrangem a contratação e o planejamento de aulas.

Em relação à contratação dos profissionais, a lei determina que será permitida a atuação de professores com notório saber, para ministrar conteúdos da formação profissional e técnica.

Quanto ao planejamento de aulas, o professor poderá unir uma ou mais áreas do conhecimento em sua disciplina.

A proposta é garantir uma interdisciplinaridade de aprendizagem, e garantir que os alunos se envolvam mais com os conteúdos.

Os benefícios do novo modelo de ensino

Com certeza um dos principais dilemas dos estudantes do ensino médio é a decisão de qual área ingressar e se profissionalizar.

Por isso, um dos maiores benefícios implementados com o novo modelo de ensino médio é a possibilidade dos alunos optarem por uma formação técnica ou profissional.

Ganhando assim, mais conhecimento sobre a área escolhida e ajudando a formar uma opinião com mais embasamento na hora da escolha da carreira profissional.

Em geral, o novo ensino médio procura mostrar aos alunos pontos que irão trabalhar atividades que podem agregar em sua vida profissional, formando jovens com um melhor preparo para o mercado.

Quando o novo ensino médio entra em vigor?

A Lei 3.415, aprovada em 2017, definiu que em 2021 seria homologado e aprovado pelos Conselhos de Educação e formações continuadas destinadas aos profissionais da educação.

Em 2022, apenas o primeiro ano tem a obrigatoriedade de seguir o novo modelo, em 2023 o primeiro e o segundo ano devem aderi-lo e, em 2024, todo o ensino médio deve estar modificado.

Como a escola pode se preparar?

A chegada do novo ensino médio nas escolas, com certeza traz diversos desafios para a gestão escolar.

Além disso, o início do calendário letivo é um período de preparação do corpo docente, renovação dos materiais, entre outras tarefas.

Dessa forma, como a escola pode se preparar para atender às demandas do novo modelo?

O primeiro passo, com certeza, é aumentar o investimento na infraestrutura tecnológica, para receber os componentes técnicos e profissionalizantes.

E em seguida, organizar o corpo docente, os colaboradores e desenvolver o relacionamento com pais e alunos.

Para isso, é necessário otimizar o tempo e os processos, o que sua gestão escolar pode fazer com o SophiA Gestão Escolar.

Garanta uma rotina mais eficiente e ágil, para trabalhar as mudanças do ensino médio, com os softwares da linha SophiA: saiba mais! 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Ligamos para você

Este canal é para comunicação com a equipe de vendas da Prima. Em breve um dos nossos consultores entrará em contato com você.

Menu

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por SophiA, em Gestão Escolar

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.