Voltar à home em SophiA Central de vendas: +55 (12) 99654-1838 PABX: (12) 2136 7200
Central de vendas: +55 (12) 99654-1838 PABX: (12) 2136 7200 Capa do Blog Bibliotecas e Acervos Gestão Escolar Materiais Educativos Eventos
Por SophiA Em Gestão Escolar

Rádio escolar: como utilizá-la em sua instituição

O engajamento dos alunos em um projeto extraclasse é apenas um dos ganhos proporcionados pela rádio escolar

Para terem acesso a uma formação completa, é fundamental que os alunos participem de atividades extraclasse, que atuam de forma complementar aos conteúdos acadêmicos. Projetos como a rádio escolar são importantes aliados dos educadores nesse processo de ensino-aprendizagem, além de incentivarem a participação ativa de todos os envolvidos.

Mas, antes de aplicar um novo projeto na rotina do seu colégio, é interessante conhecer as características e o funcionamento do mesmo, para que se torne produtivo, não é mesmo? No caso da rádio escolar, adiantamos que a aceitação dos estudantes costuma ser imediata, uma vez que a oportunidade de fazer parte de um veículo de comunicação que atingirá todos da comunidade escolar é algo bastante atraente para esse público.

Se você quer saber como utilizar a rádio escolar em sua instituição de ensino para fins educacionais, informativos e de entretenimento, não deixe de acompanhar as dicas que listamos na sequência deste artigo.

O que, afinal, é uma rádio escolar? 

Ao falarmos sobre rádio escolar, pode ser que alguns gestores entendam que esse recurso envolve apenas atividades ligadas ao entretenimento dos alunos. No entanto, é importante ressaltar que a iniciativa é capaz de trabalhar aspectos educacionais que são fundamentais para a formação dos mesmos.

A rádio escolar é um meio de comunicação criado para estreitar o relacionamento entre os alunos e a instituição, disseminar informações relevantes para o público e envolver os estudantes em atividades que atuam de forma complementar aos conteúdos trabalhados em sala de aula.

Essa iniciativa pode, por exemplo, ter uma programação focada em recados, divulgação de eventos e novidades do colégio, concursos entre os alunos, show de talentos e música.

Para que seja algo democrático, porém, é importante que todos os programas e conteúdos sejam planejados por meio de uma parceria entre os educadores e a equipe da rádio. Claro que os demais estudantes também devem ser ouvidos, por isso, é comum ter reuniões e até mesmo votações que ajudam a trilhar os caminhos do projeto.

Além de levar informação, conhecimento e diversão para o público, esse projeto consegue trabalhar com os alunos conceitos fundamentais para o desenvolvimento pessoal e acadêmico, como cidadania, respeito, importância do trabalho em equipe e ética. 

A verdade e a importância de ouvir os dois lados de uma história também são aspectos que fazem parte do trabalho desenvolvido por uma rádio escolar, que segue os preceitos do jornalismo. 

Leia também: Jornal escolar: dicas de como trabalhá-lo em sua escola.

Como levar a rádio escolar para a sua instituição?

A rádio escolar desempenha um papel social e educativo dentro das instituições de ensino, promovendo uma interação bastante importante entre os membros da comunidade. Por conta desses ganhos, é comum os colégios se interessarem pelo projeto. No entanto, uma das principais dúvidas é em relação ao desenvolvimento prático.

Será que é preciso um grande investimento? Quais equipamentos a escola precisa ter? Esse é um trabalho interno ou terceirizado? Como envolver a comunidade nas ações?

Essas são dúvidas comuns e que muitas vezes impedem os gestores de levarem para as suas instituições de ensino essa importante iniciativa. Diferentemente do que muitos pensam, a rádio escolar não exige um alto investimento financeiro. Hoje, é possível colocar o projeto em prática utilizando apenas alguns equipamentos, como:

- Microsystem com CD player, rádio, e entrada para microfone e USB; 

- Fones de ouvido;

- Radiogravador;

- Caixas acústicas;

- Microfones;

- Computador com acesso à internet;

- Materiais de papelaria para a equipe realizar os planejamentos, as entrevistas e demais trabalhos do projeto.

Além dos equipamentos, é interessante que o colégio, antes de iniciar oficialmente a rádio escolar, monte um planejamento em parceria com os estudantes. Nesses encontros, será possível definir o perfil do veículo, criar os programas, escolher pautas interessantes e ainda pensar em ações para envolver a comunidade escolar.

Realizada essa etapa inicial, os gestores podem começar a divulgar a iniciativa para todos: panfletos, avisos dados pelos professores e até debates sobre ideias interessantes para a iniciativa são estratégias importantes para engajar o público. Depois, é só colocar a rádio escolar no ar e utilizar esse meio como um grande aliado no processo de formação dos alunos. 

Se você gostou das informações sobre a rádio escolar apresentadas neste artigo e quer continuar por dentro de dicas como essa, que ajudam a transformar o dia a dia da escola para melhor, não deixe de acompanhar as próximas publicações do nosso blog. 

E para ampliar os seus conhecimentos sobre as melhores práticas de gestão escolar, entre em contato com a nossa equipe para conhecer todas as funcionalidades do SophiA Gestão Escolar.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Ligamos para você

Este canal é para comunicação com a equipe de vendas da Prima. Em breve um dos nossos consultores entrará em contato com você.

Menu

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por SophiA, em Gestão Escolar

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.