Voltar à home em SophiA Central de vendas: +55 (12) 99654-1838 PABX: (12) 2136 7200
Central de vendas: +55 (12) 99654-1838 PABX: (12) 2136 7200 Capa do Blog Bibliotecas e Acervos Gestão Escolar Materiais Educativos Eventos
Por SophiA Em Blog Atualizada em 21 MAI 2020 - 11H31

O papel da biblioteca escolar no cenário da pandemia

Mesmo em casa, é possível criar espaços criativos de aprendizado e cabe também aos bibliotecários incentivar a criação desses ambientes lúdicos de estudo pelos estudantes

Com o acesso ao conteúdo digital crescendo a cada geração, as bibliotecas têm enfrentado o desafio de transformarem-se em locais atraentes para o público. Na escola, ainda mais, com crianças nativas digitais, que têm a tecnologia presente em suas vidas desde o nascimento. Elas usam tablets, celulares e televisões inteligentes com muita facilidade e gostam dos recursos que estas tecnologias trazem.

Agora, além de precisarem manter-se atrativas às crianças e adolescentes, as bibliotecas se veem perante mais um dilema. Como continuar ativas nas vidas desses jovens durante a pandemia? O papel da biblioteca escolar continua o mesmo, ainda que seja difícil, é possível pensar em soluções que continuem a atrair o público, mas de forma remota, atendendo às orientações de distanciamento social.

Bibliotecários como spacemakers

Se não é mais possível criar espaços de aprendizado lúdico na biblioteca, que tal incentivar os alunos a criarem o seu espaço da leitura em casa? Um cantinho, um espaço pequeno, mas reservado para ler, fazer as atividades escolares, estudar, enfim, aprender com mais criatividade. O termo “spacemakers” vem da cultura maker, já adotada em muitas escolas, que coloca os estudantes como protagonistas de seu aprendizado.

Nesse contexto, o bibliotecário atua como um criador de espaços que incentivam esse tipo de aprendizado, a busca por conhecimento por conta própria, encontrar respostas de maneira ativa, pesquisando nos livros, na internet ou em experimentos práticos. Esse espaço de descoberta pode, sim, ser construído em casa, com alguns poucos materiais e muita imaginação. Veja algumas dicas:

• Conteúdo digital

Ofereça conteúdo digital que interesse aos alunos e use um sistema de gestão para controlar o acesso a esses livros, divulgá-los, catalogá-los, enfim, realizar toda a gestão da biblioteca escolar. Odilo e Philos são as nossas sugestões de solução para oferecer conteúdo digital de qualidade e organizar todos os processos e rotinas da biblioteca com um software 100% web.

• Redes sociais

Crie perfis no Facebook, Instagram, YouTube e produza conteúdo relevante nessas redes para o seu público. Divulgue e seja ativo nas redes sociais, fale sobre as novas obras, faça leituras online, proponha lives para a discussão de obras, enfim, seja presente onde os estudantes também estão.

• Ideias para o cantinho do estudo

Veja abaixo ideias para que os estudantes montem um cantinho da leitura em suas casas.

1. Encapar com tecido ou papel colorido caixas de papelão. Decorar com desenhos da preferência. Guardar e organizar os livros, apostilas e cadernos.

2. Criar o calendário da leitura. Cada dia ou mês é dedicado à leitura de uma página ou uma obra. Incentivar o grupo a divulgar o status do calendário, se está sendo seguido. Pode ser realizada também a leitura em grupo por videoconferência.

3. Fazer decorações para a parede ou móbiles para pendurar no teto. O tema desses itens pode ser de acordo com um livro ou personagem. Uma decoração, por exemplo, só com personagens de Monteiro Lobato, ficaria linda!

Para saber mais sobre como a Prima pode auxiliar a biblioteca escolar durante o período de isolamento social, fale com nossa equipe de vendas: www.sophia.com.br/contato

Boleto

Ligamos para você

Menu

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por SophiA, em Blog

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.