Voltar à home em SophiA Central de vendas: +55 (12) 99654-1838 PABX: (12) 2136 7200
Central de vendas: +55 (12) 99654-1838 PABX: (12) 2136 7200 Capa do Blog Bibliotecas e Acervos Gestão Escolar Materiais Educativos Eventos
Por SophiA Em Blog

O que a COVID-19 nos ensinou até agora

Por Liliana Giusti Serra. Doutora em Ciência da Informação pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP). Mestre em Ciência da Informação pela Escola de Comunicações e Artes na Universidade de São Paulo (ECA/USP, 2015). Especialista em Gerência de Sistemas (2008) e graduação em Biblioteconomia (1992) pela Fundação Escola Sociologia e Política de São Paulo (FaBCI/FESP). Profissional da informação dos sistemas SophiA Biblioteca e SophiA Acervo.

A pandemia causada pelo novo coronavírus (COVID-19) alterou a rotina de todos. Com as bibliotecas não foi diferente. Do dia para noite, tivemos que aderir ao trabalho remoto, suspendendo as atividades presenciais e mudando bastante as rotinas de trabalho. Agora, com a possibilidade de retorno gradual das atividades, alguns ajustes são necessários para uma adaptação à nova realidade, preservando usuários, colaboradores e acervos.

Vários aspectos têm sido discutidos sobre as medidas necessárias para a reabertura. Bibliotecas estão criando protocolos para orientar usuários e colaboradores sobre os cuidados necessários, como higienização de espaços e recursos bibliográficos devolvidos.

Algumas novas funcionalidades foram desenvolvidas no SophiA Biblioteca e no Philos. Outras, já estavam presentes e revelaram sua pertinência neste momento de tantas incertezas. Algumas ações foram tomadas pelos clientes logo nos primeiros dias de isolamento social, como a operação em lote para alterar as datas de devolução, evitando a geração de multas e bloqueios aos usuários, impedidos de devolver as publicações emprestadas. Este recurso estava presente no SophiA Biblioteca e foi disponibilizado também no Philos, ajudando as bibliotecas escolares.

Outro aspecto que amadureceu bastante foi a disponibilização mais intensa de conteúdos digitais aos usuários. Seja contratando livros digitais ou usufruindo de recursos que foram disponibilizados gratuitamente por um período por fornecedores, ou seja, com o uso de obras em domínio público ou sob as licenças Creative Commons. Não temos dúvida que este é um movimento que veio para ficar e enriquece bastante os acervos das bibliotecas.

Em termos de novidades, está em desenvolvimento a funcionalidade de retenção programada, onde é definido que na devolução os recursos bibliográficos serão automaticamente colocados em quarentena, em período definido pela biblioteca, sem liberar reservas existentes. Após o término da quarentena estabelecida por tipo de material, os itens são liberados, notificando os usuários, caso existam reservas. Esta funcionalidade ajudará as bibliotecas no processo de reabertura dos acervos, sem expor colaboradores e usuários.

Muito tem sido discutido sobre os protocolos que devem ser adotados na devolução. Evidentemente vários fatores devem ser considerados, como tipo de suporte, seu estado físico, a área que receberá os recursos para quarentena etc. Os estudos disponíveis sobre o tempo de permanência do vírus em superfícies apresentam valores que variam de 2 a 15 dias para papéis. Sabemos que soluções líquidas ou em gel para desinfecção não são apropriadas para aplicação em livros e papéis em geral e orientações neste sentido devem ser passadas aos usuários.

Uma opção para diminuir a manipulação dos recursos bibliográficos é usar a funcionalidade de autoempréstimo do APP SophiA (disponível somente para o SophiA Biblioteca). Pelo APP SophiA o usuário pode fazer seu próprio empréstimo, por meio de leitura do código de barras do livro com a câmera do celular, diminuindo aglomerações no balcão de atendimento e o manuseio dos recursos entre colaboradores e usuários. A devolução pode ser feita em caixas para autodevolução (bookdrop), quando os itens devem ser separados do acervo em salas específicas para a quarentena, em local com acesso restrito a poucos colaboradores, devidamente protegidos por equipamentos de proteção individual (EPIs), como máscaras, luvas e aventais. Este espaço deve se ventilado, porém não é recomendado o uso de ar condicionado e ventiladores.

Diversas instituições, clientes SophiA, estão preparando protocolos para a reabertura, onde são dadas orientações sobre higienização de espaços, tempo de quarentena definidos e demais cuidados que devem ser tomados (distância entre as pessoas, uso de salas de leitura, controle de quantidade de pessoas no espaço da biblioteca etc.). Felizmente estamos observando bastante compartilhamento de medidas de segurança e salvaguarda específicas para bibliotecas, divulgadas por instituições do mundo todo. Ao final deste texto, são disponibilizados links com algumas destas iniciativas.

No grupo de clientes SophiA no WhatsApp, foram divulgadas algumas iniciativas de protocolos de reabertura que foram elaborados por instituições como Unicamp, Biblioteca Nacional de Brasília (BNB), Unirio, UERJ, INATEL etc.

Estes materiais visam orientar colaboradores e usuários sobre formas para evitar a transmissão do vírus, os serviços que estão disponíveis, medidas de higiene, salvaguarda e manipulação do acervo, sinalização do ambiente, demarcação de distanciamento no chão, espaço para recebimento das devoluções, estabelecimento de prazos de quarentena de acordo com o tipo de suporte, instalação de escudos de acrílico nos balcões de atendimento etc.

As interações no grupo têm proporcionado uma boa troca de experiências entre bibliotecas de diversos segmentos, além da aproximação com nossos clientes, identificando aspectos que podem ser melhorados no SophiA para facilitar as atividades das bibliotecas neste período de tantas alterações nas rotinas.

A pandemia nos transformou. Algumas destas mudanças provavelmente vieram para ficar. Outras serão descontinuadas assim que o risco de contaminação estiver sob controle. Ninguém ficou indiferente a tudo isso e sair da zona de conforto é obrigatório. O estabelecimento de boas práticas para manipulação do acervo e outras medidas de higiene são positivas, obrigando-nos a repensar rotinas que estavam consolidadas. É um momento de aproximação, união e colaboração entre as pessoas e seus parceiros, construindo este novo normal juntos.

Alguns protocolos disponibilizados online:

UNICAMP: http://www.sbu.unicamp.br/sbu/wp-content/uploads/DiretrizesSBU_Retorno-atividades_COVID_239-ReuniaoColegiado.pdf 

Rede de apoio: http://www.sbu.unicamp.br/sbu/atendimentovirtual/ 

Biblioteca Nacional de Brasília (BnB): http://www.bnb.df.gov.br/index.php/sala-de-imprensa/item/794-protocolo-covid-19-para-medidas-preventivas-a-covid-19-da-bnb 

Para saber mais:

IFLA COVID-19 Conceitos básicos: desinfecção patrimônio cultural (vídeo com Mary Striegel)

https://www.ncptt.nps.gov/blog/covid-19-conceitos-basicos-desinfeccao-patrimonio-cultural/ 

São Paulo (Estado). Protocolos sanitários

https://www.saopaulo.sp.gov.br/wp-content/uploads/2020/05/protocolo-intersetorial-v-07.pdf 

CRB/8: Como higienizar os acervos de bibliotecas durante uma pandemia?

http://www.crb8.org.br/como-higienizar-os-acervos-de-bibliotecas-durante-uma-pandemia/ 

Bibliotecario: un blog de Edgardo Civallero: Bibliotecas, COVID-19 y desinfección: https://www.bibliotecario.org/2011/01/bibliotecas-covid-19-y-desinfeccion.html?fbclid=IwAR21xV_c65d7en5lZHOIP3k8dbIgN_yrPLbShmJ1FMeCHtQw-0K9SVf3hLo 

Para participar do grupo de clientes SophiA Biblioteca e Philos no WhatsApp, fale com nossa equipe de Marketing: marketing@prima.com.br.

Boleto

Ligamos para você

Menu

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por SophiA, em Blog

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.