Voltar à home em SophiA Central de vendas: +55 (12) 99654-1838 PABX: (12) 2136 7200
Central de vendas: +55 (12) 99654-1838 PABX: (12) 2136 7200 Capa do Blog Bibliotecas e Acervos Gestão Escolar Materiais Educativos Eventos
Por SophiA Em Blog Atualizada em 09 SET 2020 - 14H42

Usando a tecnologia educacional a favor do ensino e do aprendizado

Veja 6 tecnologias emergentes do Horizon Report 2020 que podem contribuir para a evolução do projeto pedagógico da sua escola, integrando mais tecnologia à educação

O conceito de tecnologia educacional consiste em incorporar as Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) às salas de aula, com o intuito de otimizar os processos de ensino-aprendizagem. Não que as técnicas clássicas da Educação tenham ficado para trás, mas agora tem sido essencial ir além da lousa e do giz. O ensino híbrido, por exemplo, é um caminho viável, como já falamos aqui no blog.

LEIA MAIS >> Ensino híbrido: o tradicional e o tecnológico juntos pelo melhor da sua escola.

O fato é que, as escolas terão que absorver, cada vez mais, o melhor da tecnologia para usá-la em favor do aprendizado. Isso significa que os computadores, tablets e celulares, bem como as plataformas digitais, como redes sociais, serão aliados-chave do projeto pedagógico da instituição de ensino.

Hoje, vamos ver como o Horizon Report 2020 analisa seis tecnologias e práticas emergentes do uso da tecnologia na educação, que podem ser aplicadas em sua escola. Este é um relatório anual feito por especialistas em educação tecnologia e futuro, que estuda as tendências para o segmento educacional.

LEIA MAIS >> Você pode acessar o documento na íntegra clicando aqui (em inglês).

1. Tecnologias para aprendizado adaptativo

A aprendizagem adaptativa busca entender as necessidades de cada aluno, de forma individual, para adaptar o ensino. Para aplicar este conceito, as escolas devem adotar plataformas que interpretem as respostas de cada estudante e traduzam para o professor o ritmo de aprendizagem. Para o ensino remoto, é uma excelente ferramenta.

2. Inteligência artificial e aprendizado de máquina

Ok, Google! A interação rotineira com as máquinas tem transformado o modo como lidamos com os computadores. Antes pensados para analisar e cruzar dados, hoje são grandes parceiros da vida, e claro, do ensino e da aprendizagem. Que tal criar roteiros de aprendizagem que são apresentados aos alunos por um professor virtual? Esse tópico tem enorme ligação com o conceito de gamificação, que também já discutimos aqui no blog.

LEIA MAIS >> A gamificação no ensino remoto.

3. Análise de dados para o sucesso do estudante

A internet colocou à nossa disposição uma imensidão de dados. Mas sem saber analisá-los corretamente, não temos muitas respostas. Será preciso adotar um software que integre todos os dados da sua escola para garantir o sucesso do estudante durante a sua jornada de aprendizado. Período após período, será necessário analisar o desempenho do estudante. Os relatórios e gráficos devem gerar insights aos gestores para determinar qual o melhor momento para oferecer, por exemplo, tutoria e aconselhamento profissional. Uma ferramenta que pode ajudar muito neste ponto é o SophiA Gestão Escolar.

LEIA MAIS>> Organize a área pedagógica da escola e alcance melhores resultados.

4. Noções de engenharia e design voltado para a experiência do usuário

Se usar a tecnologia é essencial, ensiná-la é ainda mais. As escolas estão formando profissionais para um mercado de trabalho que, cada vez mais, tende a crescer no sentido da engenharia de dados e do design com foco na experiência do usuário. É extremamente importante trabalhar estes conceitos e práticas em sala de aula. Aqui, o estímulo ao aprendizado ativo, assim como à cultura maker, que foram tópicos abordados aqui no blog, entram em ação. A ideia é incentivar a criação!

LEIA MAIS>> Conheça as principais vantagens da metodologia ativa.

LEIA MAIS>> Como implementar a cultura maker mesmo no estudo remoto.

5. Fontes de educação e conhecimento abertas

Você conhece o Alquimétricos? Consiste em uma coleção de brinquedos didáticos com código aberto. Você pode usá-los em sua escola, assim como incentivar seus estudantes a contribuírem para a criação. São ótimos para as aulas de matemática, química e física. Ações como esta, de caráter colaborativo, têm crescido e atraído as novas gerações (Z e Alpha).

6. Tecnologias de realidade estendida

Experiências que geram imersão, essa é a ideia das tecnologias de realidade estendida, virtual ou aumentada. Levar o aluno a mergulhar em um mar de conhecimento, saindo apenas da teoria, indo para a prática. As excursões, são bons exemplos como sair das salas de aula e aprender “do lado de fora”. Mas com a tecnologia à disposição nos dias de hoje, é possível colocar óculos de realidade virtual e explorar um oceano, “entrar” em uma célula ou mesmo ver de pertinho cada detalhe de um dinossauro.

Olha só, quanta coisa interessante para aplicar. Se quiser falar com o nosso time sobre o SophiA Gestão Escolar, acesse: www.sophia.com.br/contato.   

Boleto

Ligamos para você

Menu

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por SophiA, em Blog

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.